f

Get in on this viral marvel and start spreading that buzz! Buzzy was made for all up and coming modern publishers & magazines!

Fb. In. Tw. Be.

Aos 19 anos, Tainara encara desafio: “Não é fácil para quem está aprendendo”

tainara

Tainara fez 13 pontos na vitória sobre a Holanda (Foto: Secretaria Especial do Esporte)

 

Por Mauro Feola, de Apeldoorn (HOL)*
28 de maio de 2019

 

Estava 1 a 0 para a Holanda, que vencia também o segundo set, quando o técnico Zé Roberto chamou Tainara para assumir o lugar de Amanda. Sem se intimidar com o bloqueio pesado das laranjas, muito menos com os 5230 torcedores que faziam barulho no ginásio de Apeldoorn (HOL), nesta terça-feira (28), a jovem de 19 anos virou o desafogo de uma equipe que se enrolava para colocar a bola no chão.

O bom desempenho na segunda parcial, que acabou vencida de virada pelas brasileiras, foi a senha para Tainara seguir no time titular até o final. Com 50% de aproveitamento no ataque e 13 pontos marcados, a ponteira foi a segunda maior pontuadora da seleção. Só Gabi, que jogou a partida completa, comemorou mais pontos – 19 no total – na vitória brasileira em 3 a 2.

“Foi uma experiência muito boa (jogar com a Holanda). Eu joguei pouco lá (na etapa de Brasília), mas este pouquinho me ajudou para agora. Entrar tranquila, concentrada, focar no objetivo, eu acho que me ajudou bastante. Estou muito feliz por ter conseguido ajudar a equipe e espero que seja assim mais vezes, até o final do campeonato”, disse a atacante ao Saque Viagem.

 

 

Pinçada por Zé Roberto da seleção sub-20, Tainara vive a primeira experiência na equipe adulta do Brasil. Estar entre as melhores, e enfrentar as melhores, tem exigido da jogadora que há bem pouco tempo trocou a posição de oposta/central pela de ponteira. Na abertura da Semana 2 da Liga das Nações, a atacante sofreu para entregar a bola nas mãos de Macris. Mas não comprometeu.

“Estou adquirindo experiência. Um saque internacional é bem diferente de um saque do Brasil, o nível é totalmente diferente. Faz pouco tempo que eu virei ponteira. Jogar em um nível desse, com um ginásio lotado e com as meninas enfiando a mão no saque, não é fácil para quem está aprendendo. Elas (companheiras) estão me ajudando bastante, não para me esconder (na recepção do saque), mas para me dar confiança para eu poder fazer as outras ações.”

Destaque também da última Superliga pelo Hinode Barueri, Tainara se prepara para voltar ao Omnisport com a seleção brasileira nesta quarta-feira (29), às 11h30 (de Brasília), pela quinta rodada da Liga das Nações. O desafio é com a Polônia, embalada pela terceira posição geral e pelo desempenho individual de Malwina Smarzek, que marcou 41 pontos na partida com a Bulgária. O SporTV2 transmite a disputa que vale a quarta vitória para o time nacional.

 

Tainara foi caçada na linha de recepção do saque (Foto: Divulgação/FIVB)

 

* Com a colaboração de Vanessa Kiyan

 

 

Saque Viagem

You don't have permission to register