f

Get in on this viral marvel and start spreading that buzz! Buzzy was made for all up and coming modern publishers & magazines!

Fb. In. Tw. Be.

Natália e Dínamo Moscou em semana decisiva na Champions League

Campeã olímpica em Londres-2012, a ponteira analisou a situação do clube na competição e os três adversários

Natália Zílio Pereira Champions League Vôlei feminino Dínamo Moscou

Natália entra em quadra nesta terça-feira pela Champions (vldinamo.ru/Divulgação)

 

Podcast #NaGringa traz a entrevista completa da campeã olímpica Natália

 

Por: Rafael Zito

 

Natália e suas companheiras do Dínamo de Moscou terão uma semana decisiva pela Champions League. O time russo do qual a brasileira faz parte realiza seus três últimos jogos da fase de grupos da principal competição europeia de vôlei a partir desta terça-feira (2). Integrante do Grupo D, ao lado de Eczacıbaşı VitrA, da Turquia, seu ex-clube, Allianz MTV Stuttgart, da Alemanha, e Lokomotiv Kaliningrad, da Rússia, a equipe da campeã olímpica está em último lugar, com apenas três pontos.

 

+ ‘MARI PODE SER FUNDAMENTAL AO FLUMINENSE’, DIZ CACÁ BIZZOCCHI

 

Nos três primeiros jogos, disputados de 8 a 10 de dezembro, o Dínamo Moscou ganhou do rival do mesmo país por 3 sets a 2. Em seguida, foi superado pelo clube alemão, também em cinco sets. Por fim, Natália e suas companheiras sofreram revés de 3 a 0 para o time turco, que lidera o Grupo D, com oito pontos, quatro a mais que o Lokomotiv Kaliningrad, segundo, e cinco de diferença para o Allianz MTV Stuttgart, terceiro, e o clube da ponteira brasileira, lanterna. Esses confrontos foram realização em Istambul, na Turquia.

 

Situação complicada no torneio
Natália Dínamo Moscou Champions League Vôlei feminino

O Dínamo Moscou tem como primeiro adversário o Lokomotiv Kaliningrad (vldinamo.ru/Divulgação)

 

“Estamos em uma situação complicada na Champions League. São cinco chaves de quatro times e só passam os primeiros e três melhores segundos. Você tem que ficar em primeiro para garantir a sua vaga ou tem que fazer uma campanha muito boa para poder ser um dos melhores segundos. O nosso time já perdeu dois jogos, por isso, temos uma pequena possibilidade. Precisamos ganhar todos os jogos e torcer para o Eczacıbaşı perder todos para podermos ficar em primeiro”, avaliou Natália.

 

+ CACÁ BIZZOCCHI ANALISA OS CINCO PRINCIPAIS TIMES DO FEMININO

 

“Não sei se conseguimos uma vaga como um dos melhores segundos. Na verdade, acabamos caindo em no grupo mais difícil. Então, provavelmente, terão melhores segundos colocados do que nós. Vamos ter que lutar para tentar ganhar o maior número de jogos, mas a nossa classificação está complicada”, complementou a ponteira. A segunda sequência de três partidas, que começa nesta terça-feira, será na Rússia, em Kaliningrado. E o primeiro desafio do Dínamo Moscou será diante do time da casa, às 14h (horário de Brasília).

 

+ CRUZEIRO COMEÇA ‘DECOLAR’ NA SUPERLIGA E AMPLIA LIDERANÇA

 

“O Kaliningrad é um time muito bom e já jogamos duas vezes com eles: uma na Champions e a outra na classificação da Copa da Rússia. Ganhamos os dois jogos, mas é um time de muita qualidade. A Lippmann, que é a oposto alemã, acabou de chegar ao time e deu uma reforçada, porém, eles perderam agora a ponteira Kurilo, que ficou grávida. Enfim, é um time que pode surpreender, principalmente, com a vinda da Lippmann”, analisou Natália. Em seguida, o Dínamo Moscou encara, respectivamente, Stuttgart e Eczacıbaşı.

 

Pressão pela Champions League?
Natália Dínamo Moscou Champions League Vôlei feminino

Natália analisou os três rivais desta semana pela Champions League (vldinamo.ru/Divulgação)

 

“O Stuttgart é um time de qualidade e que defende muito. Foi isso que complicou nossa vida contra eles e perdemos por 3 a 2. É uma equipe boa de ataque também, mas o sistema defensivo deles é muito bom. É aquele rival perigoso que, se você der mole, eles surpreendem. É um time jovem e as meninas virão com fome de bola pra cima da gente”, disse. “O Eczacıbaşı, meu ex-time, possui jogadoras de muita qualidade e a Boskovic que é uma das melhores jogadoras do mundo e tem feito o papel dela nos jogos”, completou Natália.

 

+ Acompanhe o Saque Viagem no YoutubeInstagram e Facebook

 

“Se quisermos ganhar todos esses jogos, principalmente do Eczacıbaşı, teremos que jogar nosso melhor e enfrentar da melhor maneira possível”, finalizou a ponteira campeã olímpica, que veste a camisa do maior campeão da Champions League. O Dínamo Moscou conquistou o troféu do principal campeonato europeu 11 vezes, porém, todas os títulos foram ganhos ainda como União Soviética, sendo o último na temporada 1976/77. O clube russo esteve no pódio mais duas vezes: medalha de prata em 2008/09 e bronze em 2011/12.

 

+ Assine a VolleyPlay e tenha acesso aos conteúdos exclusivos do vôlei

 

“Obviamente que, como jogadoras, queremos passar de fase. É um dos nossos objetivos da temporada. Mas, como clube, não sei se é porque eu não entendo muito bem o idioma ou porque eles não falam para mim, não sinto aquela pressão: ‘nossa a gente tem que ganhar a Champions League esse ano’. Temos um time bom, mas eu não sinto essa pressão como eu sentia no Eczacıbaşı e no Fenerbahçe. Existe a nossa ambição como atletas e queremos sempre. Entramos nos campeonatos para ganhar e para tentar fazer o melhor”, concluiu.

Saque Viagem

You don't have permission to register