Vice-lanterna é pedra no sapato da seleção feminina do Brasil

Por Saque Viagem - 04/06/2019 - 11h24 - São Paulo

Brasil perdeu os dois últimos jogos que fez com a Alemanha, entre eles o do Mundial (Foto: Divulgação/FIVB)
 
Nas duas últimas vezes em que dividiram a mesma quadra, a Alemanha levou a melhor sobre o Brasil. No início da Liga das Nações do ano passado, venceu a seleção de Zé Roberto em pleno José Corrêa, em Barueri (SP). No Campeonato Mundial do Japão, mais um triunfo germânico, com Lippmann marcando 36 pontos.
 
Daquele time que complicou a vida das brasileiras no Mundial, restaram apenas Lippmann, Dürr e Hanke entre as titulares na atual Liga das Nações. Poll, que tem ganhado mais espaço, era reserva no Japão. Com uma formação tão mesclada, a Alemanha tem encontrado dificuldades na competição. Em seis jogos, venceu apenas um. É apenas a 15ª colocada numa edição de 16 seleções inscritas.
 
Ainda assim, inspira todos os cuidados para o jogo desta terça-feira (4), às 18h30 (de Brasília), em Lincoln, nos Estados Unidos. 
 
“É um time que tem a Lippmann (oposta) como a sua melhor atacante e que recebe o maior número de bolas. Elas têm uma boa linha de passe e trabalham com velocidade. A levantadora delas é canhota (Hanke) e muito agressiva, além de possuir um bom bloqueio. É um time que tem crescido muito e vai dar trabalho”, analisou o técnico Zé Roberto.
 
 
 
 
Para a levantadora Macris, que não esteve presente nos dois últimos jogos com a Alemanha, a chave para reverter o retrospecto negativo é jogar concentrada. As brasileiras  buscam a quinta vitória na edição 2019 para se manter dentro da zona classificatória para as finais. O canal SporTV2 transmite a disputa. 
 
“Vamos começar a terceira semana da Liga das Nações contra a Alemanha. A expectativa é de um jogo bem difícil. Nós estamos vindo de duas derrotas para elas no ano passado. Sabemos da evolução que a Alemanha teve nos últimos anos e vamos precisar entrar em quadra focadas para dar o nosso melhor. Estudamos muito a equipe delas e vamos com tudo para essa partida”, garantiu Macris.